Festa de Pentecostes 2020

A Festa Pentecostes teve início com a palavra do atual presidente do conselho da RCC Uberlândia – Rones Aureliano, que enfatizou que mesmo atravessando a situação adversa da pandemia devemos louvar a Deus, pois os desígnios Dele são diferentes do dos homens. O tempo atual tem apesar de ser desafiador em diferentes aspectos também tem sido ocasião de Deus fazer das nossas casas igrejas domésticas, pequenas comunidades de Seu amor.
“Sou todo teu, oh Mãe…” embalados por essa canção em forma de oração fomos conduzidos a entregar a nossa história, família, amigos, paróquia e nossa cidade de Uberlândia no coração da Virgem de Pentecostes.

A primeira pregação da Festa de Pentecostes foi ministrada por Fernando Henrique, membro do G.O Ruah. Inspirado pela palavra de Deus em Romanos (12. 1-2), o pregador enfatizou que Deus ao longo da história da humanidade age por sua misericórdia e não pelos méritos de nossas obras. Além disso, afirmou que o Senhor nos alcança pela graça e que apenas espera de nós uma decisão de mudar nossa forma de pensar. Salientou que conseguiremos tal mudança a partir de uma intimidade com o Senhor.

Glória Albino, membro do G.O Maria Porta do Céu, foi a responsável pela sua segunda pregação. Atos dos Apóstolos 1, 4-5 foi o texto que sustentou a fala da pregadora que, inicialmente, nos exortou a voltar o nosso olhar para a palavra de Deus, pois o Senhor nos convoca assim como os apóstolos a ficarmos em Jerusalém que nesse tempo seria a nossa casa, o nosso lar. “Hoje é a festa de Pentecostes, mas o derramamento do Espírito Santo é para todos os dias”, disse por fim a pregadora.

Na sequência a Festa de Pentecostes foi agraciada pela missa presidida pelo Pe. Gil Araújo, Diretor Espiritual da RCC- Uberlândia. Em sua homilia Pe. Gil enfatizou o significado histórico da festa de Pentecostes. Ele também afirmou a diferença existente entre a Festa de Pentecostes e a acontecimento de Babel, pois essa segunda foi conduzida pela razão e desejos humanos e em contrapartida a Festa de Pentecostes foi conduzida pelo o amor de Deus. Pe. Gil salientou que é a festa do Espírito Santo que nos dá força e coragem para enfrentar as situações difíceis de nosso tempo, assim como foi ela que sustentou e deu coragem aos apóstolos. Por fim, o celebrante enfatizou que a linguagem de Pentecostes é a linguagem do amor.

A transmissão da Festa de Pentecostes 2020 encerrou as atividades na presença do Santíssimo Sacramento.

Deixe uma resposta